TV Compartilhada: Dublagem de filmes e séries na TV por assinatura atrai novos clientes, mas afasta quem gosta do idioma original

A A A

TV COMPARTILHADA_620

1“Assino a Sky há mais de 15 anos e gostaria de saber por que de uns tempos para cá os canais de filmes insistem em passar a grande maioria dos títulos estrangeiros com dublagem. Penso que pagamos muito caro as assinaturas para ter que aturar sotaques cariocas que nada tem a ver com os filmes. Realmente é algo lamentável”.
Luciano Domingos – Curitiba/PR

Os filmes dublados ganharam espaço na TV por assinatura aqui no Brasil a partir do momento em que as operadoras e os canais distribuídos por elas resolveram conquistar novos clientes, principalmente pessoas das classes C e D. Pesquisas apontaram que estes novos assinantes estão mais acostumados com produções dubladas e buscavam nas operadoras opções melhores de conteúdo, mas em português. Os números do setor cresceram significativamente e nos últimos 12 meses houve um aumento de 23% na quantidade de assinantes. Dados apontam que o Brasil tem quase 17 milhões de clientes de TV por assinatura. O mercado está aquecido e o país será alvo de investimentos de novas operadores e distribuidoras de conteúdo.
Apesar da expansão e das boas perspectivas para este ano, alguns canais de séries e filmes que apostaram na dublagem começam a rever a estratégia. A ideia é oferecer a possibilidade para o telespectador escolher pelo idioma original com legendas, agradando assim quem é mais rigoroso e não quer a dublagem. Como há tecnologia para isto, esta é a melhor forma de agradar aos antigos e novos clientes, aos mais exigentes e aqueles que preferem o jeitinho brasileiro.

Comente